Postagens populares

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Prostituição Sagrada


“Quando o Senhor Deus falou pela primeira vez por meio de Oséias ao povo de Israel, ele disse a Oséias: - Vá e case com uma prostituta de um templo pagão; os filhos que nascerem serão filhos de uma prostituta. Pois o povo de Israel agiu como uma prostituta: eles foram infiéis e me abandonaram.” (Oséias 1.2)

O que seria uma prostituta pra você?
Uma mulher que vende outra troca seu corpo; se entrega aos desejos carnais; comporta-se como uma mercadoria sem valor; símbolo de prazer sexual; encontrada em locais obscuros; ganhada facilmente de acordo seus próprios interesses. Mas, vai muito, além disso.
Quando Deus comparou o seu povo tão amado, quando revela que Israel estava agindo como uma prostituta, Ele envolve a questão da infidelidade para com Ele.

Você se casaria com alguém que vive em prostituição?
- Não!
Sem nem pensar duas vezes, essa seria a sua resposta.

Agora reflita: Nosso relacionamento com Deus em linguagem figurada é como o casamento, algo puro, santo, com compromisso, fidelidade, amor, gozo (2 Co 11.2). Ele é o marido, e o seu povo é a sua Mulher. Mas, como pode esse marido casar com uma mulher em prostituição?

Um povo que quer trocar a eternidade com Deus, por curtos momentos de prazer; que se dá ao pecado, recebendo a morte como recompensa; que insiste em dizer “não” ao pedido do noivo; será que é pedir muito querer ter uma noiva pura, fiel e dedicada?

Será que é fácil dizer: “Você é minha noiva, eu te amo, seja fiel a mim.” E logo depois vê-la te abandonando, te trocando por outro, sendo infiel?

Os pecados sem arrependimento; as escolhas sem renuncia; o amor sem obediência; é a forma que suas atitudes dizem diretamente ao noivo: Eu não quero abrir mão do meu querer, da minha vontade por causa de seu pedido. Não quero largar a minha prostituição diante de ti, não tenho o menor interesse nesse casamento, prefiro viver do jeito que estou (leia: Oséias 2.13).
Nossa, eu recebi uma pedrada no coração agora, mas o que direi a respeito de como o noivo está se sentindo, vendo sua noiva preferindo a destruição, do que a vida (leia: Oséias 2.4)!

O noivo gritou:
- Não! Minha noiva eu te amo, não desistirei de você, eu sei que você deixará essa vida de infidelidade, de prostituição!

Deus disse ao povo de Israel: - Vou seduzir a minha amada e leva-la de novo para o deserto, onde lhe falarei do meu amor. Ai, eu devolverei a ela as suas plantações de uvas e transformarei o vale da desgraça em uma porta de esperança. Então ela falará comigo como fazia no tempo em que era moça, quando saiu do Egito. Mais uma vez ela me chamará de “meu marido” em vez de me chamar de “meu baal”. (Oséias 2.14-16)

Deus nos ama.
Mesmo vendo nosso passado de pecados, Ele desejou nos ter.
Mesmo sendo santo, escolheu um povo impuro, para torna-lo perfeito com o seu infinito Amor.
Noiva? Volte-se para mim, seja pura, santifique-se para nosso reencontro.
Seja fiel a mim, assim como sou fiel a ti, e te convido para uma aliança eterna.

“Os caminhos de Deus, o Senhor são certos; os bons andarão neles, mas os pecadores tropeçarão e cairão”. (Oséias 14.9b)

Paz do Senhor Jesus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Através de vidas, você pode ser edificado. E através de você vidas podem ser edificadas. Deixe seu comentário :)