Postagens populares

sábado, 9 de março de 2013

O Grande Teatro


“Luz, câmera, ação.”


Neste teatro existem as Obras primas de Deus e os fantoches do diabo.
Nos bastidores existem anjos e demônios.
E o palco principal está diretamente ligado à plateia.
Existe o Autor e Diretor principal que está assentado em seu trono, guiando sua obras primas.
Há o Príncipe da paz que intercede pelos personagens.
Mas, temos também o impostor que engana aqueles que são obras primas do Autor, mas infelizmente estão presas como fantoches onde nem sequer têm noção para onde estão indo.

E este Grande Teatro não para, ele está fixado no tempo onde seus personagens decidirão o rumo que terão depois que suas apresentações terminarem.
Ao longo dos séculos, não tem sido muito diferente. Os personagens nascem como fantoches, pois é a marca de sua desobediência do passado, alguns desses personagens crescem e descobrem o caminho da felicidade, sentem o Amor do Autor e entregam o seu roteiro para Ele e a partir daí, o personagem vivencia experiências incríveis desde sua criação passageira até a eterna.

Infelizmente muitos personagens ainda não foram alcançados pelo Amor do Autor ou o rejeitou e quiseram escrever suas próprias cenas, mas como todos estão condenados desde o principio e só recebem perdão através o Príncipe da Paz concedido pelo Autor, se tornam rascunhos, onde parece não ser o roteiro original e realmente não é, se torna uma espécie de brincadeira, no principio tudo muito bacana, mas o final não tem direito a nenhum aplauso. E quando as cortinas se abrem novamente  esses personagens “descobrem” tarde demais que as sua obras primas se tornaram nada mais que fantoches, instrumentos de manipulação e descarte, esse é o “roteiro” do impostor.


No Grande Teatro, o palco é o coração dos personagens e a plateia se manifestará de acordo com o que procede dali, pois num instante aquele que esta no palco pode ser a plateia, e a plateia sai diretamente para o palco.
Pode ser contraditório, mas nenhum personagem nunca entendeu tudo aquilo que acontece no Grande Teatro, os mistérios de sua existência só pertencem ao Criador.
Assim como o roteiro da sua peça deve pertencer também...

O Grande Teatro é o Mundo.
O Autor é Deus.
O impostor é o diabo.
A Peça é a sua Vida.
O Palco seu coração.
Os personagens somos nós.
O Príncipe da Paz é Jesus.
Os Bastidores de anjos e demônios é o mundo invisível, espiritual.

Todos somos obras primas, fomos criados assim.

Mas no decorrer do caminho, tomamos uma decisão: Eu vou me entregar á Deus, ou não?
Então você mesmo descobrirá qual a sua posição diante do Grande Teatro, se é como Obra prima de Deus ou fantoche do diabo.

(Esse é um vídeo de uma peça apresentada numa Igreja na mesma cidade onde eu moro)

Faça uma Blogueira feliz, deixe um comentário :)

2 comentários:

  1. Entrei agora para este site e convido todos a participar do meu blog lendo uma estória que tem tudo a ver, pois fala de amizade à luz da palavra de Deus. Link inicial para acompanharem desde o 1º capítulo: http://viniciuscannone.blogspot.com/2009/10/vidas-separadas.html

    ResponderExcluir

Através de vidas, você pode ser edificado. E através de você vidas podem ser edificadas. Deixe seu comentário :)